pt Portuguese
zh-CN Chinese (Simplified)en Englishfr Frenchde Germanit Italianpt Portuguesees Spanish

O Bispo da Diocese de Santa Cruz do Sul, Dom Aloísio Alberto Dilli (72), esteve em Encantado na tarde desta sexta-feira (23), para conhecer a obra do Cristo Protetor.

Dom Aloísio foi recepcionado no Centro de Evangelização por membros da igreja e da Associação Amigos de Cristo (AACristo), entidade responsável pela administração dos recursos da obra. A Associação apresentou a Dom Aloísio dados sobre a construção e sobre o andamento da obra – prevista para ser inaugurada em dezembro – além de informações quanto à conclusão e projetos que envolvem a estátua – maior do mundo até então.

Bispo conversa com o Engenheiro supervisor da obra, Arthur de Souza
Foto: Juremir Versetti/Jornal Antena

Após o encontro, o grupo acompanhou o Bispo até a obra, no Morro das Antenas. Foi o primeiro contato frente a frente de Dom Aloísio com o Cristo Protetor. Ele contou que já havia visto a estátua em uma de suas passagens por Encantado. “Fiquei impressionado, eu vi que era algo extraordinário” disse Aloísio ao descrever o que sentiu quando viu o Cristo pela primeira vez, ainda que de longe.

Bispo faz selfie no Cristo com a equipe da obra e jornalistas
Foto: Henrique Pedersini

A primeira visão da estátua também rendeu o primeiro registro e a primeira bênção, através de seu próprio Facebook, onde compartilha parte de sua rotina. Inspirado pelo significado de fé da construção, criou o texto “Imagem de Cristo Protetor” para descrever a importância do monumento.

Trecho do texto: Além de uma obra linda e cheia de bênção, sua construção ficará na história como comprovante  que da união das pessoas podem acontecer maravilhas. Sendo uma obra coletiva e comunitária, como será gratificante contemplar a imagem e poder afirmar: “Ajudei a construir essa obra que ficará para o presente e o futuro, como sinal de nossa fé, como sinal da espiritualidade de um povo, do qual faço parte.

Dom Aloísio Dilli

Aos pés do Cristo, Aloísio disse que irá se empenhar para levar às demais comunidades atendidas pela Diocese a importância de apoiar a obra e o que ela representa para a comunidade. “É uma expressão de fé, devoção e gratidão, não apenas pela imagem, mas porque ela conduz a Cristo”, destacou.

Bispo e a equipe do Cristo Protetor
Foto: Juremir Versetti/Jornal Antena

A expectativa é que Dilli interceda junto ao Papa Franscisco, para que se direcione à comunidade Encantadense através de uma mensagem, reconhecendo a iniciativa que tornou o Cristo realidade. A visita encerrou com uma bênção especial ao povo de Encantado.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *